Início

Queridos irmãos e irmãs, sejam bem-vindos ao site da Arquidiocese de Nampula.

Desejo que o Amor do nosso Deus e Pai abençoe e ilumine a todos quantos que,
através deste portal, vos entrosais connosco.

É com imensa satisfação que apresento à Arquidiocese de Nampula e a todos os que participam na sua vida este veículo de comunicação, que com toda certeza prestará um significativo serviço a todo o povo de Deus que está em Nampula, em particular, e a toda a Igreja em geral,
assim como a toda a sociedade moçambicana.

Este é um espaço de comunicação, através do qual podereis entrar em
contacto com a Igreja Católica de Nampula. Informações sobre
a Arquidiocese de Nampula, os seus organismos, a sua pastoral, acontecimentos eclesiais dignos de relevo, mensagens de D. Makhwéliha,
Arcebispo de Nampula, informações paroquiais e arquidiocesanas,
iniciativas de ordem social, documentos vários, entre outras temáticas, é o que podereis encontrar neste site.
Este site pretende, igualmente, pôr-vos ao par de um leque de actividades e ministérios por meio dos quais a nossa Arquidiocese procura viver e testemunhar o amor de Deus no mundo de hoje, servindo o povo de Nampula, em particular, e os irmãos de todo o mundo, em geral.

Neste Portal podereis também descobrir o que podeis fazer, respondendo
e unindo-vos aos nossos anseios pastorais e humanitários, para serdes úteis e para traduzirdes em concreto o amor ao próximo que trazeis nos
vossos corações e na vossa fé. Podereis também conhecer várias pessoas
que connosco fazem acontecer tanto bem em favor dos outros e que acreditam na
possibilidade de se poder construir um

mundo mais humano e mais fraterno. Se precisardes de nos contactar, pomos à vossa disposição, além deste site, alguns dos nossos endereços na página de Contactos.

A decisão de servirmo-nos deste meio de comunicação na nossa pastoral
e contacto com o público aparece-nos como um imperativo, uma vez que o
uso dos meios de comunicação social é visto hoje, na Igreja, como um instrumento indispensável para a Igreja comunicar com os homens e transmitir a mensagem da salvação do Evangelho de Cristo.

Já os padres conciliares, através do Decreto Inter Mirifica (Decreto
Conciliar promulgado pelo Papa Paulo VI em 4 de Dezembro de 1963, sobre os Meios de Comunicação Social), exortam a Igreja a apreciar positivamente a utilidade do uso dos Meios de Comunicação Social nos seus diversificados âmbitos da evangelização:

A mãe Igreja sabe que estes meios, rectamente utilizados, prestam
ajuda valiosa ao género humano, enquanto contribuem eficazmente para
recrear e cultivar os espíritos e para propagar e firmar o reino de Deus. Apressem-se, pois, os sagrados pastores a cumprir neste campo a sua missão, intimamente ligada ao seu dever ordinário de pregar“.

Por seu lado, na Encíclica Redemptoris Missio, o Papa João Paulo II referindo-se ao Centro Cultural dos Atenienses, afirma:

O primeiro
areópago dos tempos modernos é o mundo das comunicações (…)
alcançaram tamanha importância que são para muitos o principal instrumento de informação e formação, de guia e inspiração dos comportamentos” (38).

Valorizemos estes instrumentos na difusão do Reino de Deus entre nós.

A importância da internet na evangelização é também salientada pelo
actual Papa (o Papa Bento XVI). De facto ele ensina que “a Igreja encara os meios de comunicação social como “dons de Deus” na medida em que, segundo a intenção providencial, criam laços de solidariedade entre os homens” e “podem se transformar em factores de humanização, não só quando, graças ao desenvolvimento tecnológico, oferecem maior possibilidade de comunicação e de informação, mas quando se organizam
e são orientados para a luz de uma imagem da pessoa e do bem comum que respeite aos princípios universais”. (Papa Bento XVI aos participantes do Congresso sob o tema “Testemunhas digitais. Rostos
e linguagens da era crossmedia”, Roma 24 de Abril de 2010).

Não termino sem aproveitar para saudar todos os fiéis da Arquidiocese
de Nampula, assim como todos aqueles que entram em contacto connosco através deste site.

Também quero expressar o meu sincero e cordial agradecimento à jovem Vanda José e Hugo Andrade, pelo esforço abnegado e trabalho gratuito que permitiram a composição e elaboração deste site. Para eles os meus votos de uma união feliz e muito sucesso nos seus empreendimentos no futuro.

† Tomé Makhweliha, scj
Arcebispo de Nampula